O artista Naïf

Basicamente, um pintor Naif nasce quando, movido por uma força interior, ele se arrisca a expressar suas emoções com tintas e pincéis. A sua transformação de pintor amador em artista, acontece quando ele descobre que o ato de pintar é sua verdadeira vocação. Autodidata, no sentido de não seguir as diretrizes de um professor de Belas Artes, o pintor Naif procura ultrapassar as dificuldades técnicas com meios próprios. Porém, como em qualquer atividade humana que se destaque, o talento é imprescindível.
Jacques Ardies, São Paulo, 1996.

segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Apresentação

Nasceu em 1936, em Ipiguá, Estado de São Paulo. Durante as férias observava os colonos nas colheitas, festas religiosas, folguedos e danças. Em São Paulo cursou a Escola Paulista de Propaganda e Marketing, trabalhou em empresas de publicidade e dirigiu sua própria empresa – Constata Publicidade até 1973. Seu interesse pelo folclore brasileiro, fez com que se matriculasse na Escola de Folclore de São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.