O artista Naïf

Basicamente, um pintor Naif nasce quando, movido por uma força interior, ele se arrisca a expressar suas emoções com tintas e pincéis. A sua transformação de pintor amador em artista, acontece quando ele descobre que o ato de pintar é sua verdadeira vocação. Autodidata, no sentido de não seguir as diretrizes de um professor de Belas Artes, o pintor Naif procura ultrapassar as dificuldades técnicas com meios próprios. Porém, como em qualquer atividade humana que se destaque, o talento é imprescindível.
Jacques Ardies, São Paulo, 1996.

segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Início da carreira

Começou a expor em 1969 e, alguns anos depois, passou a dedicar-se à pintura como atividade principal. Sua pintura, em tons suaves, retrata a vida rural, nitidamente do colono da região sul e sudeste. Os personagens como que iluminados, se destacam em paisagens bucólicas. A música clássica e a música de raiz brasileira inspiram a artista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.